Fazemos parte da maior rede de Direito Empresarial do Brasil
   

85 3066.5236

INFORMATIVOS

Implantação de compliance exige das autogestões em saúde corpo diretivo técnico e comprometido com Transparência Organizacional (TO)

Apenas 10% das maiores empresas brasileiras possuem índice alto de Transparência Organizacional (TO), conforme o relatório Transparência em Relatórios Corporativos, que contempla as 100 maiores empresas brasileiras e os 10 maiores bancos, totalizando 110 instituições. A TO é um dos objetivos essenciais das práticas de compliance. E um dos passos iniciais para o êxito na implantação dessas práticas é a atuação de um corpo diretivo técnico e compromissado com esses objetivos corporativos.

Entre as maiores e mais antigas autogestões em saúde do Brasil, com 73 anos de existência e mais de 430 mil beneficiários em todo o país, a Geap Autogestão em Saúde já atentou para esta necessidade e saiu na frente de suas concorrentes. A instituição renovou seu corpo diretivo, agora constituído por profissionais técnicos e compromissados com a implementação efetiva das práticas de compliance, especialmente no que diz respeito à TO.

O relatório Transparência em Relatórios Corporativos foi desenvolvido pela ONG Transparência Internacional Brasil e leva em consideração relatórios institucionais divulgados pelas empresas envolvendo suas práticas de transparência, estrutura organizacional e dados financeiros. Ainda conforme o relatório, numa escala de 0 a 100%, a média geral das empresas observadas foi de apenas 48% de TO, ou seja, menos da metade atende efetivamente aos compromissos de divulgação de estruturas societárias.

Os novos gestores da Geap Saúde têm à sua frente o desafio de administrar o atendimento aos servidores públicos de mais de 130 órgãos, por meio de 18 mil prestadores de serviço.

O Diretor-Executivo, Ricardo Marques Figueiredo, está ciente desse compromisso; Ele é formado em Administração e Logística, possui seis pós-graduações e ainda um mestrado em Administração. É General do Exército reformado e soma experiências nacionais e internacionais na área de administração. Para ele, é o trabalho em equipe que vai desenvolver a Autogestão. “Faremos uma gestão transparente, voltada para os nossos beneficiários. Precisamos que todos estejam por dentro de tudo o que acontece na empresa. Assim iremos para a frente. Eu valorizo todo trabalho em grupo e o compromisso que se tem com ele”, declarou.

Por mês, a Geap registra mais de 230 mil consultas. E, para conduzir a Diretoria de Saúde, foi designado o médico e advogado Luiz Sávio Salgado Brandão. Coronel Médico da Reserva do Exército, ele é especializado em Administração Hospitalar e tem Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia. “Vim para cá muito satisfeito. A ideia é trabalharmos em conjunto, com foco participativo, foco em resultados, seguindo os preceitos da legalidade, da impessoalidade e da moralidade. Espero trabalharmos em equipe, visando o bem-estar dos colaboradores e também dos beneficiários”, completou.

Cláudio Lopes, que assumiu a Diretoria de Finanças, tem graduação e mestrado em Ciências Militares e pós-graduação em Gestão e Administração pública. Ele enfatizou a necessidade de foco na assistência aos beneficiários. “Seguiremos os princípios da legalidade, impessoalidade, honestidade, sinceridade e lealdade. É preciso que cada um se empenhe para que o nosso trabalho venha a dar certo, especialmente para que as pessoas que cuidamos sejam assistidas da melhor forma. Somos família Geap e defenderemos essa instituição em todo momento que for necessário”, declarou.

O Diretor de Controle de Qualidade Interino, Renato Alves Cunha é formado em Ciências Contábeis e pós-graduação em Controladoria, Gestão Financeira e Auditoria e Pericia e Auditoria. Renato é funcionário de carreira na Geap e já atuou na Auditoria e na Direção Executiva, interinamente. “Eu me sinto em casa, agradeço a acolhida e a oportunidade de assumir a Diretoria de Controle de Qualidade. Espero ajudar muito e contribuir para a empresa no que for possível”, frisou.

A Diretoria Executiva conta ainda com os assessores Aron Ferreira Machado e Luciano Monteiro Serrão. Ambos são formados e mestres em Ciências Militares. “O meu papel a realizar é de inteligência empresarial, interagindo com o Governo e outras empresas, de modo a preservar a nossa instituição”, disse Aron. “Precisamos cumprir o nosso papel, estou fazendo esse elo entre todos os colaboradores e a Diretoria Executiva, estarei sempre à disposição”, finalizou Luciano.

*Edição IGSA

*Fonte de pesquisa: https://www.terra.com.br/noticias/dino/implantacao-do-compliance-exige-das-autogestoes-em-saude-corpo-diretivo-tecnico-e-comprometido-com-transparencia-organizacional-to,10de03c22c9dc065b4c6bfdf0b41464eus7uedzr.html